Blog Logisc

REDUÇÃO DE CUSTOS DE TRANSPORTES

REDUÇÃO DE CUSTOS DE TRANSPORTES

ENTREGÁVEIS PARA TRANSPORTADORAS

 

1 – Planejamento estratégico para a determinação de metas

Planejar é uma atividade comumente presente na rotina de trabalho de vários profissionais. Ter um plano nos permite traçar um caminho para evitar ou solucionar problemas e determinar maneiras para alcançar metas.

Indicadores monitoráveis (exemplos):

  • O faturamento médio de cada de cliente;
  • O ticket médio dos fretes;
  • O custo com combustível;
  • As médias de consumo dos veículos da sua frota;
  • Consumo de pneus.

 

2 - Estratégia de entregas (Roteirização e Arrumação de Carga)

O sucesso no resultado das operações logísticas não depende exclusivamente de entregas rápidas, dentro do prazo previsto, mas sim de todo um conjunto de ações que levam à relação de melhor custo-benefício.

É preciso ter bem definido:

  • Os métodos ideais de armazenamento;
  • Separação dos pedidos
  • Preparo para o envio
  • Melhores rotas de transporte.
  • Sistema de Gestão de Entregas, 
  • Maior Agilidade com relação aos recebiveis.

 

3 – Implantação da Logística 4.0

4 – Sistema de controle de gastos

5 - Gestão de riscos e perdas no transporte

O gerenciamento de riscos deve ser feito de ponta a ponta: começando pelo armazenamento e passando pela distribuição e por todos os demais processos até chegar na fase de entrega. Assim, a otimização de custos e a eficiência na prestação do serviço acontecerão naturalmente, pois:

  • Evita falhas básicas com a documentação das mercadorias;
  • Ajuda na escolha do veículo adequado, levando em consideração as características dos produtos;
  • Melhora a qualidade das técnicas;
  • Previne os gastos com a troca de peças estragadas, dentre outros benefícios.

 

6 – Implantação de tecnologias para melhorar a gestão de transporte de cargas

Dentre as inúmeras vantagens proporcionadas por essas ferramentas, é importante destacar a capacidade de monitoramento em tempo real — o gestor tem a possibilidade de identificar o que está errado enquanto a atividade está sendo desenvolvida e pode propor soluções ágeis

Com o auxílio das tecnologias, também se economiza tempo e dinheiro com o retrabalho de processos mal-executados e evita-se surpresas desagradáveis com a quebra de peças, pois os cronogramas de revisões são programados com antecedência.

Pode ser oferecido:

  • Importação de nota fiscal eletrônica (NF-e) diretamente da Secretaria da Fazenda (Sefaz) para agilizar a emissão de CTe e MDFe;
  • Comunicação direta com clientes por meio de EDI;
  • Emissão ágil de faturas e boletos bancários;
  • Integração com módulo financeiro para controle de contas a pagar, contas a receber e fluxo de caixa;
  • Gráficos e relatórios de gestão;
  • Integração com softwares de contabilidade;
  • Módulo de gestão de frotas, com histórico de manutenção e emprego de peças, planos de manutenção, controle de abastecimentos e médias;
  • Sistema OMS (otimização de carga);
  • Módulo de gestão de armazenagem.